Aprenda qual é a diferença entre portaria remota x portaria virtual

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Se você tem uma empresa ou condomínio, a segurança vem em primeiro lugar, certo?

Com os avanços tecnológicos, muitos condomínios residenciais e empresas precisam se adaptar a nova realidade. Atualmente, em um mundo em que segurança é algo primordial, ainda há dúvidas sobre a implantação de tecnologias de segurança e qual é a mais adequada para cada tipo de empreendimento.

Síndicos e gestores condominiais devem estar preparados para enfrentar desafios decorrentes de avanços tecnológicos, pois, exercem papel fundamental não apenas no quesito inovação, mas, considerá-lo como um processo cultural, ao implantar ações que ajudem as operações do condomínio a crescer continuamente.

Neste artigo você descobrirá tudo o que precisa para tomar a melhor decisão em solução de segurança para o seu condomínio.

Ao decidir por um sistema de segurança condominial, é necessário compreender as diferenças entre os tipos de sistemas, requisito de equipamentos e os termos usados na área para segurança de condomínios.

Ficou curioso? Descubra, a seguir, quais sistemas de segurança são usados em diversos condomínios e empresas e quais os benefícios que elas oferecem! É importante investir nas melhores tecnologias para condomínios se você quiser aumentar o nível de segurança e otimizar custos operacionais.

Entenda qual é a diferença entre Portaria Remota x Portaria Virtual

 

Dúvidas são normais, por isso vamos desmistificar a diferença entre ambos os sistemas.

Ao adotar a tecnologia de portaria virtual o condomínio não terá o profissional na portaria, deste modo a comunicação e o controle de entrada e saída acontece entre o condômino e o visitante através do interfone.

Entenda as desvantagens da portaria virtual para condomínios

 

Um problema comum acerca do sistema de portaria virtual está relacionado à vulnerabilidade da entrada de pessoas não autorizadas, assim como não há o controle de registros de acesso ao prédio.

Neste ponto, podemos analisar que os ladrões percebem a fragilidade nesse tipo de sistema, que podem facilmente ser invadidos, assim condomínios e moradores ficam com sua segurança ameaçada.

Já quando falamos no termo de portaria remota ela propõe um funcionamento diferenciado na segurança de um condomínio. O controle de entrada e saída de moradores, visitantes e entregadores são feitos por agentes externos, ou seja, à distância ou pelos próprios condôminos, por meio de um sistema integrado de telefonia e câmeras IP, portões eletrônicos e mecanismos de biometria (ou seja, reconhecimento de impressão digital ou da face), entre outros.

O diferencial desta solução é o controle detalhado de todas as entradas e saídas, assim o condomínio mantém resguardadas informações valiosas em eventuais medidas judiciais e ao acionar as autoridades de segurança.

A portaria remota para condomínios proporciona excelentes resultados como ganho em eficiência, agilidade e a redução de erros operacionais.

Devemos levar em consideração a otimização de custos que pode chegar até 50%, isto vai depender do número de apartamentos, outra consideração muito importante, é claro, é o retorno do investimento, estimado entre cinco e seis meses.

Saiba quais equipamentos são necessários para a implantação de um sistema de portaria remota para o seu condomínio

 

Um requisito de extrema importância é a atenção acerca de quais equipamentos são compostos o projeto, assim como sua robustez e confiabilidade. Quando se fala em segurança, todo cuidado é pouco. Por isso, vamos esclarecer qual a importância de todos os recursos e componentes integrados em um sistema de segurança condominial:

Sistemas de biometria, apps ou tags: a maioria dos condomínios e prédios corporativos já adotaram esse sistema para a entrada e saída de moradores. Geralmente um dos dedos é utilizado para acionar os portões. Sistemas de cartão, tags e até aplicativos com “QR code” também podem ser utilizados.

Abertura e fechamento de portões remoto: sem esse sistema, o agente externo na central não conseguiria abrir ou fechar portões para pedestres ou a garagem à distância

Sistema de internet/telefonia com redundância: como toda a comunicação entre empresa e condomínio é feita via internet, é fundamental que haja um plano B caso haja um problema de conexão, ou de sistema fora do ar

Câmeras IP´s: Através das câmeras IPs é possível fazer o roteamento inteligente de chamadas e os ramais IP distribuídos. As chamadas entre o porteiro, a central de atendimento e os moradores do prédio não geram cobrança, pois não dependem de uma operadora de telefonia. Além disso, o aparelho de telefone que atende a portaria remota também pode realizar chamadas externas com tarifas muito mais baixas através de uma operadora VoIP. A segurança é outro ponto importante. As chamadas podem ser gravadas, o que permite maior controle das ligações, protegendo as informações dos moradores do condomínio.

Gerador ou sistema de Nobreak: necessário haver um pequeno gerador, ou nobreak, pelo menos para os portões e equipamentos de segurança e comunicação, em caso de queda de energia

Cerca elétrica: fundamental para manter o perímetro do condomínio seguro

Botão de pânico: uma maneira rápida de acionar a empresa ou a polícia em caso de algum problema. Em alguns casos, a empresa cadastra um dedo do pânico, para o morador pedir ajuda através da sua biometria, sem levantar suspeitas, caso esteja em uma emergência. Mas, atente-se nunca deve ser acionado às vistas do criminoso, pois, se ele perceber alguma ameaça, pode ter uma reação que pode colocar a vida do morador em risco, por isso o condômino deve receber todas as orientações possíveis para os diversos tipos de situações.

Backup das imagens: é fundamental que a empresa guarde em uma nuvem as imagens do dia-a-dia do condomínio

Podemos perceber que você como síndico ou o administrador do condomínio tem um grande desafio pela frente, principalmente em relação às mudanças de hábitos e a conscientização dos moradores, e isso se consegue através de um planejamento estratégico.

Por conta disso, os avanços estão indo muito além e estão motivando cada vez mais condomínios a adotarem modernos sistemas de segurança que integram equipes e profissionais que agem de forma colaborativa e assim, criam melhores serviços que, de fato, gerarão valor ao empreendimento e bem-estar para os moradores.

Quer saber mais sobre os benefícios de investir em soluções para segurança condominial, não deixe de falar com nossos especialistas! Solicite uma consultoria online através do nosso Whatsapp, clique neste link.

Abrir chat