Conheça as principais atribuições de porteiro de condomínio

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Porteiro é a pessoa credenciada, uniformizada e preparada para exercer a vigilância de um edifício, contratada por uma pessoa física ou jurídica para desempenhar a atividade de recepção e vigilância do condomínio.

É uma atividade estritamente preventiva que visa observar atentamente detalhes que possam ajudar no desempenho de suas funções e como finalidade principal, defender o patrimônio e especialmente as vidas que estão sob sua guarda.

O porteiro tem a finalidade de registrar e controlar toda movimentação e circulação de pessoas, veículos e materiais junto a portaria, promovendo um verdadeiro controle de acesso através da identificação das pessoas, conferência de notas fiscais, entrada e saída de veículos e atendimento ao telefone e interfone.

No livro Segurança de Condomínio de José Elias Godoy em entrevista com o Sr. Divaldo Mérlin, ele resumiu de forma suscinta em algumas frases sobre a função do porteiro que nos chama muito a atenção:

Entenda o que é ser Porteiro de Condomínio

  • Ser porteiro, não é simplesmente abrir ou fechar um portão;
  • Ser porteiro, não é apenas receber correspondências;
  • Ser porteiro, não é apenas recepcionar visitantes;
  • Ser porteiro, não é indicar os locais exatos aos usuários;
  • Ser porteiro, não é atender ligações e transferi-las;
  • Ser porteiro, não é apenas acender e apagar as luzes.
  • Ser porteiro é ter a responsabilidade de abrir ou fechar o portão;
  • Ser porteiro é saber como e quando receber correspondências;
  • Ser porteiro é saber recepcionar visitas;
  • Ser porteiro é ser gentil em ensinar os caminhos aos usuários;
  • Ser porteiro é ser educado ao receber ligações;
  • Ser porteiro é ter a consciência quanto aos horários das luzes.

Enfim, Ser porteiro, é saber que no final de seu turno de trabalho, suas obrigações foram cumpridas, tendo a certeza de que irá chegar em casa e descansará tranqüilo, pois assegurou a tranqüilidade de várias vidas.

Aprenda Princípios Básicos de Vigilância em Portarias

a) Da ação preventiva
O porteiro tem por obrigação observar tudo o que ocorre ao seu redor, desconfiando sempre de possíveis atos delituosos que possam ocorrer. O caráter de seu trabalho é previnir danos ao patrimônio e à vida dos moradores do condomínio.

b) Princípio do bom senso
O que se espera de uma atitude profissional é isenção de ânimo, coerência e lógica. Em qualquer ocorrência, por mais banal que seja, as pessoa estão com os ânimos exaltados e, portanto, mais intolerantes e suscetíveis a criarem polêmicas em assuntos, muitas vezes, sem gravidade, sendo assim, o porteiro não deve se envolver nos problemas particulares dos fatos, deve ater-se à solução dos problemas técnicos, inerentes a sua função, não tomando partidos ou polemizando.

c) Princípio do serviço permanente
O porteiro, dentro de seu recinto de trabalho, nunca deve se omitir do ato de vigiar, (veja artigo neste link) mesmo em repouso ou no almoço, o porteiro deve observar o que está acontecendo dentro da sua área, procurando ausentar-se das suas atribuições o menor tempo possível.