Conheça as modalidades da escolta armada para o transporte de cargas

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

A segurança e proteção no transporte de cargas é um assunto cada vez mais recorrente nas operações logísticas de transportes, uma vez que o risco de roubos e invasões aumenta consideravelmente.

E por isso quando pensamos em transportes de cargas de valor devemos ter cuidados especiais, que se iniciam com um bom plano de gerenciamento de riscos, onde a finalidade principal será sempre a prevenção, razão pela qual exige um trabalho minucioso de inteligência à retaguarda das equipes de escolta armada, visando sempre minimizar o confronto armado com quadrilhas especializadas, circunstância esta que coloca em perigo não apenas os integrantes da operação de escolta, como também a vida de outras pessoas ao entorno.

Em síntese gostaríamos de afirmar que não, mas, na prática a escolta armada (velada ou ostensiva) é imprescindível quando se trata do tipo e valor da carga transportada.

Nesta situação, intensificar a segurança através do serviço de uma empresa de escolta armada é a melhor decisão para evitar o roubo de carga. Pois, o acompanhamento presencial para rastreamento de veículos é realizado desde o carregamento até o descarregamento da carga.

Além disso, a escolta armada é primordial quando a logística do transporte transita por regiões com alta ocorrência de roubos. Neste caso, podemos considerar que, sem ela, há ameaças à integridade do motorista e chance de perdas da mercadoria transportada.

1 – Descubra quais são os tipos de escolta armada

  • Escolta Velada

Entenda como funciona a escolta velada

A escolta velada de cargas ou acompanhamento velado é uma operação especializada e executada por agentes devidamente motorizados, entretanto, eles não são caracterizados, ou seja, não há a identificação visual da empresa responsável pelo acompanhamento da carga. Outro termo bastante utilizado é a modalidade “fiscal de rota”, surgiu, exatamente para se enquadrar nesse requerimento de gerenciamento de riscos.

Desta forma o acompanhamento velado é feito à distância de um veículo de carga sem despertar a atenção, permitindo sigilo total e o êxito da operação.  Outro ponto que é necessário destacar é que não é ostensiva como a operação de escolta armada, pois, é homologada pelas gerenciadoras de riscos.

  • Escolta Armada

Entendas as modalidades da escolta armada

A escolta armada é a operação cujo acompanhamento tático de veículos utilizados no transporte de cargas e valor é feito com carros ou motocicletas, identificados e provido de equipamentos de comunicação e alta tecnologia composto por rastreadores e equipe operacional estruturada com atendimento 24hs.

O corpo efetivo é composto por profissionais previamente selecionados, sem antecedentes criminais, com habilidade técnica e psicológica, considerando as normas da Polícia Federal, que autoriza e fiscaliza a atividade executada.

2 – Quais critérios devem ser considerados para se resguardar de que a carga sob escolta está protegida de ladrões?

Por questões de segurança, em determinados casos, o transporte de cargas e até mesmo pessoas exige medidas e regras especiais para o resultado efetivo da operação. Portanto, é interessante entender alguns pré-requisitos importantes adotadas pela empresa de segurança patrimonial.

  • Permissão de operação pela Polícia Federal;
  • Permissão para uso de arma de fogo;
  • Capacitação em posição de tiro em plataforma;
  • Treinamento em direção defensiva tática;
  • Disponibilidade de rádio comunicação codificada;
  • Expertise para gerenciar as situações de crise e conflito;

3 – Qual é a responsabilidade da escolta armada?

O gerenciamento de riscos é um fator para garantir a segurança e a integridade da mercadoria e das pessoas, assim como o impacto diante de possíveis falhas. Mas, além da seguradora, do embarcador de mercadorias, da gerenciadora de risco e a transportadora, as empresas de escolta armada exercem o papel fundamental para o total controle da operação, por isso trata-se de um esforço conjunto e nunca isolado.

  • Realizar a operação de ronda e monitorar os locais de embarque, descanso e desembarque;
  • Verificar acessos e restringir a movimentação de pessoas e veículos em pontos estratégicos;
  • Inspecionar veículos e profissionais, reforçando o atendimento do cadastro da gerenciadora de riscos;
  • Garantir a segurança e integridade do motorista, auxiliares e carga, relatando quaisquer ocorrências ao durante o percurso da rota;
  • Interferir em momentos de risco e ação, inclusive com disparos se necessário;
  • Acionar as forças públicas de segurança com prontidão.

Desse modo, a escoltas armadas visam o transporte seguro de cargas e pessoas através de segurança armada e ostensiva contra possíveis ações criminosas.